sexta-feira, janeiro 11, 2013

Tchauzinho, tucanada



            Com a tentativa frustrada, dia 1º de janeiro de 2013, de eleger o vereador Marmo Fogaça (PSDB) presidente da Câmara, os tucanos itapevenses levaram mais uma rasteira eleitoral, após o fiasco da campanha para prefeito em que o seu candidato quase ficou em terceiro lugar, encostado a um candidato sem história política. Sabe-se que por trás dessa facécia temerária, de querer eleger um vereador de partido derrotado presidente da Câmara, está o vereador Tarzan, cara de pau que luta para sobreviver politicamente, após 30 anos de mandato. O registro de sua candidatura foi negado por improbidade administrativa, pela Justiça Eleitoral, mas ele ainda aguarda decisão final do TSE, quer dizer, ainda existe séria ameaça de ele voltar para a Câmara. Livre-nos desse mal, oh poderoso São Judas Tadeu. O ex-vereador é como bode preto em horta, onde mete a boca morre (viu, Paulinho). Não satisfeito em esculhambar com o PSDB de Itapeva, ele esticou suas patas para Itararé e quase acabou com o partido lá ao patrocinar uma “intervenção branca”, em que usou até a prefeita Cecé, de Taquarivaí, a fim de defender o seu primo, vereador Rubens Doceiro, de expulsão do partido, e conseguiu, com apoio do Diretório Estadual. E os tucanos itarareenses de maior destaque do partido abandonaram a sigla; isso repercutiu negativamente e o candidato a prefeito Helinton que era franco favorito, ficou em terceiro lugar. Helinton foi mais uma vítima da lábia do Tarzan, que pagou caro por seu erro. E não foi por falta de aviso!
                                      Deputado Ulysses discípulo do Tarzan?
            A eleição para a Presidência da Câmara do vereador Júnior Guari (PMDB) foi a mais sensata do ponto de vista político, porquanto o seu partido deu um banho de votos nos adversários ao eleger o prefeito por votação expressiva. Caso vingasse a esperteza dos tucanos de eleger o Marmo, o prefeito Comeron ficaria à mercê do PSDB, uma heresia política. Tirar os tucanos da jogada foi uma demonstração de tino político do grupo que assumiu o poder, agora precisa cuidar para não deixar a peteca cair, pois vai haver outras investidas dos penachos para tomar as rédeas do processo político e envolver o prefeito Comeron em suas tramas. Não falta tucaninho psicopata para tentar.
            Por outro lado, do ponto de vista da esperteza política, quem de fato saiu vitorioso na eleição da Mesa foi o deputado Ulysses (PV) ao exigir, e conseguir, a eleição de seu filho Rodrigo Tassinari 1º Secretário da Câmara. Como se sabe, esse cargo é quase tão importante quanto ao da presidência (em alguns casos até mais); ao presidente cabe conduzir as sessões, a tramitação de projetos e representar o Legislativo nos eventos socioculturais, mas é o 1º Secretário quem cuida da administração financeira da Casa (controla a grana do legislativo) e, também, a pauta de trabalhos. Pergunta cretina: o que interessa mais em cargos políticos, lidar com a burocracia representativa, ou tomar conta do cofre? O papai Ulysses deve saber a resposta...
                                           Os corruptos perdem um aliado        
            Graças à esbórnia do mensalão, envolvendo dezenas de corruptos ligados ao PT e outros partidos, mudou o entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a exigência de “ato de ofício”, até então levado em conta nos julgamentos de corrupção daquela corte. Voltou a valer, com força total, o Artigo 317 do Código Penal para o julgamento de denúncias de corrupção ativa e passiva, que não mais exige prova inquestionável. Basta o agente público receber vantagem indevida e, pronto, se ferrou. Isso vai ajudar no combate à corrupção, inclusive nos municípios, e diminuir a impunidade de prefeitos e secretários; agora, os agentes públicos já sabem que é ilegal receber vantagem indevida, como propinas, porcentagens sobre compras e outros macetes, mesmo que não o façam formalmente, assinando documentos. Os procuradores garantem que isso irá se refletir nas ações penais, já em curso nas primeiras instâncias da Justiça. Portanto, os corruptos que se cuidem, pois a cobra agora vai fumar.


***
NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: http://www.facebook.com/profile.php?id=100002651355455&ref=tn_tnmn

3 Comments:

Anonymous Anônimo said...

Nós que ainda teimamos em dar pitacos diferentes na política, na verdade, somos as mundanças com as quais sonhamos e desejamos ver acontecer em nosso município, estado e pais. E somos nós que devemos fazê-las acontecer pressionando, diuturnamente, os agentes políticos eleitos pelo povo, sob pena de continuarmos estagnados no velho lugar comum, do velho continuismo da mesmice, até o fim dos nossos dias nesta terra de Deus, nosso Senhor, que, às vezes, parece até do Demo. Por Ricardo Haddad

5:08 PM  
Anonymous Anônimo said...

Quando a esperteza é demais da conta ela acaba se voltando contra os próprios espertos, diz a sabedoria popular. O fato é que "forças ocultas" tentanram de todas as formas impedir o nascimento de fatos novos na política de Itapeva face às eleições de 2012, pelo menos no quadro majoritário. Durante, os lançamentos e maturação das pré-candidaturas a prefeito foram plantados, covardemente, alguns fatos tentando desabonar de alguma forma nomes novos e independentes no cenário eleitoral de Itapeva, tais como o Dr. Mazem que, inclusive por ter o controle da sua sigla partidária e o aval da direção regional da mesma, conseguiu reagir com sucesso à tentativa local de cerco à sua candidatura e ao seu nome e a levou até o fim com resultado bastante expressivo e surpreendente, restando claro que o povo de Itapeva queria mesmo era mudança, de verdade. Nesse sentido, até mesmo o Dr. Loriaga Leão, não obstante toda a sua luta história pelo desenvolvimento de Itapeva e região, não restou imune à tentativa de cerco e contra o qual inventaram até execução de iptu, mesmo com o imposto pago, a qual arrastaram até o final de 2012, inclusive com tentativa de penhora on line em relação a bem de família, totalmente absurda, louca mesmo, constituindo o fato uma indignidade e afronta à cidadania, á pessoa humana, à lei, ao Direito e, sobretudo, ao bom senso. Enfim, por fas ou por nefas, o castigo veio a cavalo: deu Comeron na cabeça. E o que esperamos agora é que Comeron, que tb foi bastante hostilizado e cercado pela política local tradicional, tenha a exata noção de que o Povo de Itapeva votou movido pelo são sentimento de mudança de verdade contra as velhas práticas políticas de Itapeva, e que o Prefeito eleito tenha a independência, a isenção e o discernimento necessários para o rompimento com o velho continuismo da mesmice, e que seja capaz de caminhar no sentido da Evolução. São os nossos votos. Por Ricardo Haddad

10:17 AM  
Blogger Liga Nova campinense said...

Sebastiao, agora a tucanalha de Itapeva ta tentando espalhar seus tentaculos aqui em Nova Campina, ja imaginou o tamanho do estrago, da ultima vez que eles estiveram por aqui deixaram a cidade em estado de calamidade politica.

www.liganovacampinense.blogspot.com

9:44 AM  

Postar um comentário

<< Home

Google
online
Google